CCT 2020: reajuste salarial para os segmentos de Asseio e Conservação será de 4,48%

As negociações coletivas foram concluídas entre o Sindeac e o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Minas Gerais (Seac-MG). O percentual de 4,48% incide sobre 1º de janeiro de 2020, data-base da categoria.

De acordo com o presidente do Sindeac e da Fethemg, Paulo Roberto da Silva, o percentual corresponde à variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), apurado em 2019. Todas as cláusulas econômicas serão reajustadas em 4,48%, exceto o ticket alimentação, que será reajustado em 4%.

O Programa de Assistência Familiar (PAF) também será corrigido em 4,48%. Nas negociações coletivas para 2020, foram mantidas as demais cláusulas da CCT 2019. As pautas com as reivindicações dos trabalhadores foram enviadas a partir da segunda quinzena de outubro/2019.

“Desde então, iniciamos o processo de negociação com o SEAC, até conseguirmos garantir a reposição integral da inflação do período e a manutenção das demais cláusulas econômicas e sociais”, comenta Paulo Roberto.

Foi uma conquista importante diante do atual cenário econômico e de altas taxas de desemprego. “Muitas categorias pelo Brasil afora não estão conseguindo absolutamente nada em termos de reajuste”, ressalta o presidente do Sindeac e da Fethemg.

 

A CCT 2020 está registrada no Ministério do Trabalho e Emprego. Registro nº. MG000221/2020